ROI de eventos existe sim! Entenda como calcular

ROI de eventos existe sim! Entenda como calcular

Você sabia que é perfeitamente possível e extremamente necessário calcular o retorno sobre o investimento (Return on Investment – ROI) de eventos? Apesar de tão importante, é comum que essa etapa seja esquecida — e, em muitos casos, negligenciada — por muitos profissionais que atuam nessa área.

O ROI é uma das principais métricas para avaliar resultados e é utilizado nos mais diversos segmentos da economia. No post de hoje, mostramos a definição e a importância do cálculo do ROI de eventos, bem como as formas de calcular esse indicador e como aplicá-lo a esse mercado. Acompanhe!

Conceito e aplicação do ROI

O ROI é muito utilizado nos âmbitos empresarial e de negócios, principalmente para verificar se determinados investimentos estão efetivamente rendendo o que foi esperado pelos gestores ou administradores.

É comum que os líderes que utilizam esse indicador com mais frequência (e que geralmente têm certa experiência para lidar com ele) façam projeções e as confrontem com a realidade para verificar se o investimento resultou nos rendimentos esperados ou não. Outro uso frequente é examinar os percentuais de ROI de situações anteriores para avaliar a evolução das ações e encontrar pontos falhos ou oportunidades de melhoria.

E como, afinal, esse conceito pode ser aplicado à produção de eventos? A ideia aqui é que a avaliação do ROI vai muito além de confrontar prejuízos com receitas para observar se uma ação deu lucro: trata-se de medir o sucesso do evento em todos os seus aspectos, da concepção ao feedback dos participantes, passando pela formatação de público e pelas estratégias de marketing.

Portanto, assim como acontece para investidores, empresários e gestores do ramo de negócios, o ROI serve como um indicador para avaliar se o evento teve sucesso ou não. Por meio desse índice, é possível examinar os resultados obtidos e aplicar estratégias para melhorar suas produções de eventos cada vez mais — o que vai aumentar a sua lucratividade.

Estruturação do cálculo do ROI

O ROI é um indicador financeiro e, como tal, requer cálculos matemáticos para ser obtido. Assim, é fundamenal conhecer os elementos da operação para fazer as contas: assim como na multiplicação ou na divisão, é essencial ter os dados corretos para conseguir calcular o ROI — lembre-se de que, quanto mais precisos forem os números, mais apurados e corretos serão os resultados obtidos.

É essencial entender que, no caso da produção de eventos, o cálculo do ROI está diretamente ligado ao número de participantes, ao seu alcance e à sua visibilidade on-line, e ainda aos gastos tradicionais (como aluguel do local, cachê das atrações, contratação de pessoal e fornecimento de alimentação, entre outros). 

A principal vantagem de calcular o ROI de eventos é que o resultado obtido demonstra exatamente a lucratividade da ação. Vale lembrar, porém, que nenhum elemento pode ficar de fora — e é exatamente nessa etapa que ocorrem a maioria dos erros, o que acaba prejudicando bastante a mensuração do resultado.

É comum, por exemplo, que sejam inseridos muitos dados financeiros enquanto as informações subjetivas são negligenciadas. Ou seja, os ganhos acessórios, como a aquisição de leads, que têm valor monetário, devem igualmente ser considerados.

Cálculo do ROI de eventos

Agora que você entendeu quais são os elementos do ROI de eventos, veja como fazer o cálculo desse indicador. Acompanhe!

Fazer a conta é muito simples. Basta aplicar a fórmula: ROI = (lucro bruto/investimento total) x 100. Confira, a seguir, o exemplo de uma situação hipotética.

Vamos supor que um determinado evento teve um gasto total (somando todos elementos essenciais para a sua realização) de R$ 15 mil e faturou R$ 20 mil. Quando os dados são aplicados à fórmula do ROI, temos:

ROI = (lucro bruto/investimento total) x 100

ROI = (R$ 15 mil/ R$ 20 mil) x 100

ROI = (0,75) x 100

ROI = 75%

Assim, o ROI desse evento é 75% e, com base nesse número, é possível extrair algumas informações interessantes. Para começar, pode-se afirmar que o evento proporcionou lucro aos organizadores: além de pagar todos os custos, ainda sobrou um total de 15%.

Isso porque, um ROI de 50% representa um ponto de equilíbrio, em que todas as despesas são pagas com a receita obtida. Assim, quando o indicador fica acima desse percentual, quer dizer que a produção foi lucrativa. Já se ficar abaixo, significa que o evento deu prejuízo. 

Objetivos do ROI nos eventos

Depois de obter o ROI do seu evento, o que fazer com o resultado? O principal objetivo dessa métrica é demonstrar se a produção deu lucro ou prejuízo, mas esse indicador oferece outros benefícios para quem faz o cálculo de forma correta. O principal deles é saber se os resultados esperados foram alcançados.

Com esses dados em mãos, é possível analisar o potencial de outras métricas, como o alcance das ações de publicidade nos veículos escolhidos (jornais, revistas, internet, televisão, rádio e outros) e verificar quais tiveram os melhores e os piores resultados. Além disso, também é possível extrair do ROI a análise do seu público-alvo.

Se o indicador não mostra o resultado que a equipe da produção do evento imaginava, talvez seja a hora de escolher outro perfil de público para o qual direcionar as estratégias de marketing.

É importante ressaltar, ainda, que o ROI serve como uma ferramenta imprescindível para os próximos eventos — talvez esse seja, inclusive, um dos seus aspectos mais relevantes. Esse simples percentual serve como uma bússola que mostra quais caminhos a organização dos seus eventos deve percorrer (ou se deve continuar atuando da mesma forma).

Apesar de simples e fácil de calcular, o ROI é uma métrica que, além de ajudar a equipe a saber se o investimentos em eventos está sendo feito corretamente, pode se transformar em uma excelente ferramenta de melhoramento das produções. Assim, trata-se de um indicador que deve ser sempre apurado.

Gostou deste artigo sobre o ROI de eventos? Que tal receber diretamente em seu e-mail outros conteúdos valiosos como este? Assine nossa newsletter e fique atento à sua caixa de entrada: em breve você receberá informações sobre novas publicações!

Sem comentários

Cancelar